O VO2 ou consumo de oxigênio: você sabe o que é ?

por Dr. João Felipe Franca – www.clinimex.com.br

 

“Do ar que respiramos, nosso corpo precisa do oxigênio, um gás indispensável para nosso corpo produzir energia.  O oxigênio é o gás vital.  Sem ele não há vida humana.   E quanto mais energia produzimos, mais oxigênio consumimos.

Apesar de o oxigênio representar 21% do ar atmosférico ao nível do mar, não utilizamos todos os 21% a cada ciclo respiratório.  Em repouso, utilizamos cerca de 10% desses 21%. Em exercício moderado, passamos a captar em torno de 15% dos 21% e em intensidade máxima pode chegar a 30%.

Apesar de necessitarmos deste gás vital para nossas funções fisiológicas, ele não se dissolve no nosso sangue para ser transportado às nossas células.  Para o oxigênio ser utilizado por elas, ele entra pelas vias aéreas superiores num processo muscular ativo pelo músculo diafragma.  Ele é o responsável pela inspiração.  Quando se contrai, ele diminui a pressão aérea dentro  do tórax e o ar entra no pulmão. O ar (oxigênio) então entra em contato com a circulação do sangue nas membranas alvéolo-capilares e se liga a hemoglobina que é uma molécula presente nas nossas hemácias que tem uma atração muito forte pelo oxigênio.  Nesta “carona”, o oxigênio chega a todas as células do nosso corpo através do bombeamento do coração, que é um músculo que se contrai e se relaxa num ritmo que é determinado pelo nosso cérebro. No final da sua jornada, a hemoglobina libera o oxigênio para as células finalmente poderem metabolizar os carboidratos e gerarem energia.

Neste processo, quanto mais energia é gerada, mais oxigênio é necessário ser consumido.   E este aumento no consumo de oxigênio só acontece porque nosso cérebro “percebe” que a concentração de gás carbônico aumentou.  O gás carbônico é o produto final do metabolismo celular que usou carboidratos e oxigênio.  Nosso corpo tem um limite de tolerância de gás carbônico e nosso cérebro tem um sensor próprio para isso.  Quando o sensor é ativado, o cérebro mando um comando para o pulmão ventilar mais para expulsa-lo do corpo e o coração, por sua vez, também aumenta o ritmo (frequência cardíaca).

O consumo de oxigênio (VO2) tem um valor previsto por idade e sexo e diminui fisiologicamente com a idade. Ele é maior em homens em comparação com as mulheres, mas pode ser aumentado com o treinamento físico.   O VO2 pode ser medido em um teste de exercício cardiopulmonar.  O seu valor máximo (VO2max) está associado a boa saúde cardiopulmonar, a bom prognóstico de saúde geral e a boa performance física. É o melhor índice de performance física!  Você sabe qual é o seu VO2max?

O teste de exercício cardiopulmonar (TCPE) além de ter a capacidade de identificar condições que coloquem em risco a realização de exercícios, pode identificar qual é a melhor dose de exercício e auxiliar na prescrição do treinamento aeróbico mais individualizadamente.

O TCPE normalmente é realizado em laboratório sob condições climáticas controladas, tem um protocolo individualizado de intensidades progressivamente lineares e pode ser realizado em esteira rolante, em bike ergométrica ou rolo-bike eletromagnético, em remoergômetro ou em ciclo de braços (para cadeirantes por exemplo)”.